Melhorando Infraestrutura e Vidas para Famílias Costarriquenhas

2017

O Banco de Mejoras (Banco de Melhorias) nasceu em 2014 como uma empresa social focada em oferecer pequenas linhas de crédito aos cidadãos de baixa renda da Costa Rica para melhorar suas casas. Em 2016, três estudantes de arquitetura da Universidad Latina de Costa Rica (ULatina)

se juntaram à iniciativa, convencidos de que não poderiam simplesmente se sentar à margem da disparidade social em seu país. Juan Pablo Castillo, Josué Bermúdez e Fabricio Abarca, todos graduados da Escola de Arquitetura da ULatina, juntaram-se à primeira equipe da Unidade de Inspeção Técnica do Banco de Mejoras, que oferece às famílias assistência e orientação no processo de melhoria de suas casas.

“Quando você oferece a alguém a oportunidade de melhorar seu modo de vida, você também o ajuda a melhorar outros aspectos de sua vida”, afirmou a equipe do Banco de Mejoras. “Ficamos surpresos com a forma como a emissão desses empréstimos leva a melhorias em áreas emocionais, profissionais e familiares”. A organização até agora emitiu 25 linhas de crédito, totalizando mais de US $ 20.000. Seu trabalho ganhou o apoio político da vice-presidente da Costa Rica, Ana Elena Chacón e da primeira-dama do país,  Mercedes Peña, e também criou parcerias com governos locais e organizações sem fins lucrativos.

As famílias recebem o crédito sob a forma de materiais para melhorar suas casas e também obtém  orientação sobre design, materiais e manutenção das melhorias dos estudantes da Escola de Arquitetura da ULatina. As famílias se beneficiam desse conselho, e os estudantes são capazes de aplicar seus conhecimentos teóricos e práticos no campo. Assim como Abarca, Castillo e Bermúdez decidiram participar do esforço para diminuir a disparidade social em seu país, eles esperam que os estudantes que trabalham com eles sejam motivados a fazer o mesmo.